João Pedro Pais completa 20 anos de carreira e assinala a data com o lançamento de um novo álbum que inclui “20 Anos das suas Canções e mais 02 Inéditos”. O artista irá partilhar com os fãs uma vida dedicada à música, com a energia contagiante que se lhe conhece quando atua ao vivo. Em palco, irá apresentar a formação que o tem acompanhado nos últimos anos. Os espetáculos estão marcados para 4 de novembro no Centro Cultural Olga Cadaval em Sintra, 11 de novembro no Auditório Municipal Augusto Cabrita no Barreiro e 3 de março na Casa da Música no Porto. A ticketline entrevistou o artista, para saber mais, sobre esta data especial.

A 3 de novembro, são 20 anos de carreira. Faltam outros 20? Mais?
Duas décadas de experiências e de uma autêntica aprendizagem com todos os outros que me influenciam. A acontecer mais 20 anos? dependerá muito da minha criatividade e vontade.

Assinala a data com o lançamento de um novo álbum que inclui “20 Anos das suas Canções e mais 02 Inéditos”. O que podemos dizer aos seus fãs sobre estes inéditos?
Duas canções com uma linguagem simples, quer nas palavras quer na música, que contam histórias de vida de formas diferentes.

Qual foi o concerto que deu que foi mais marcante para si? E o que assistiu?
Aconteceram momentos incríveis, desde a Tour com Bryan Adams, Rock in Rio, Meo Sudoeste e tantos outros feitos de Norte a Sul pelo País e Estrangeiro (Comunidades Portuguesas). E aos outros tantos a que assisti, tenho que referir o último de Ben Harper feito em Lisboa. Incrível!

 
O João Pedro Pais é um símbolo de um certo romantismo urbano. Qual é a frase preferida que faz com os seus grandes êxitos. A palma e a mão até nunca mais? Ou Louco por ti, mas é mentira?
O meu romantismo urbano advém de tudo o que vejo e ouço. E são os livros dos outros que também fazem a minha irreverência acontecer, quer nas frases quer nas canções.

Que conselhos daria a quem está a começar uma carreira musical?
Autenticidade, carácter, vontade e verdade.

Com que artista gostava de cantar num futuro próximo? 
Sonho acordado disfarçadamente. E nos meus sonhos é-me possível cantar com todos eles. Mas posso dizer-vos que já falei pessoalmente com alguns deles e tenho esses momentos registados. Eddie Vedder, Roger Hodgson (Supertramp), Bryan Adams, Mark Knopfler (Dire Straits), Bruce Springsteen, Rolling Stones e Sting.

Conhece a Ticketline Magazine? Que pensa do projeto editorial?
A Ticketline Magazine informa-nos sobre a enorme variedade cultural (Concertos, Teatro, Musicais, Óperas, Ballet) sendo este projeto editorial parte integrante de todos os que procuram o espectáculo.