Várias datas Teatro Camões

Hora: 16:00
Promotor: OPART
Preço: 12,5€
Idade: M/06

Há bailado de todas as épocas para ver em Lisboa, no Teatro Camões. Uns dias, são miúdos e graúdos, em palco, a dançar através dos tempos – do renascimento à atualidade. Noutros, é o piano de Mário Laginha a embalar o último espetáculo de uma bailarina famosa. Noutros ainda, os clássicos consagrados. Março é o mês da dança. A consagrar a primavera.

Texto: Sofia Canelas de Castro

Créditos Fotos: Bruno Simão

As mãos embalam as teclas do piano e a melodia embala as bailarinas em movimentos graciosos, lânguidos e de uma elegância serena. São agora cinco em cima do palco do Teatro Camões, em Lisboa, mas serão muitos mais a correr as tábuas do plateau de ‘1HD’, o espetáculo da História da Dança que a Companhia Nacional de Bailado leva à cena com apresentações até junho.

O nome ’1HD’ traduz as iniciais de História da Dança, o conceito fulcral do espetáculo, e também “as siglas representam um código essencial para os mais jovens”, também destinatários deste espetáculo que cruza adultos, bailarinos, e crianças, da Voz do Operário, numa visita guiada pelos tempos, como explica o coreógrafo e diretor artístico Bruno Cochat. Habituado a lidar com a camada infantojuvenil nas escolas de dança, onde dá formação, é agora no palco que dirige miúdos e graúdos nesta ensaio do que será, depois da estreia, uma viagem pelos tempos da dança de palco – desde o Renascimento até à contemporaneidade.

Contam-se os tempos, os passos, ao compasso da música que dá o ritmo aos movimentos dos bailarinos. “Então a que é que vamos assistir aqui? A um espetáculo de dança?”, há de perguntar uma criança, em palco. A resposta é esclarecedora e antecipa o tom pedagógico: “Sim, mas antes vamos assistir a uma aula”.

Em cena, há aulas, há bastidores, há momentos (a simular) ensaios, há reinterpretações de grandes bailados como ‘O Lago dos Cisnes’, há revisitações a momentos e protagonistas marcantes como Charles Chaplin, Isadora Duncan e Martha Graham, “aquela que foi a primeira mulher a dançar na Casa Branca”. Tudo, num tom documental e simples, muito direto e envolvente.

“Os espetáculos que também são dirigidos a crianças não podem ser ‘infantilóides’ e devem manter uma linguagem contemporânea e simples mas que considere os seres pensantes que eles são. E o público, aqui, tem de ver o espetáculo pelos olhos daquelas crianças”, resume Cochat.

A dar vida a todo o espetáculo, que completa, sem ofuscar, todas as diferentes cenas e tempos que se desenrolam em palco, estão os cenários de Marta Carreiras. Cenários (aparentemente) simples e amovíveis que se transformam e reinventam a cada novo quadro de ‘1HD’, jogando com a projeção de luzes, adereços e vídeos para enquadrar o espetador no ambiente e tempo que se faz viver.

CNB em dose dupla

Os protagonistas ‘maiores’ são os bailarinos da Companhia Nacional de Bailado (CNB), a única ativa no país depois “do grande vazio deixado pelo fim do Ballet Gulbenkian”, há mais de uma década. Outros há, da mesma companhia, que se apresentarão num outro espetáculo a não perder – ‘A Perna Esquerda de Tchaikovski’ que se dança também no Teatro Camões, entre 26 de março e 2 de abril.

Em palco, num ballet mais clássico ao som do piano de Mário Laginha, faz-se o retrato de um derradeiro espetáculo para uma bailarina virtuosa.  “O desafio foi criar um espetáculo para uma bailarina que chega ao fim da sua carreira: Barbora Hruskova”, explica Tiago Rodrigues, autor e diretor artístico de ‘A Perna Esquerda de Tchaikovski’. “Partimos da sua história pessoal para torná-la uma história de todas as bailarias para todo o público”.

Bailado, clássico e contemporâneo, para ver no Teatro Camões durante os próximos meses. Com e para miúdos e graúdos. E recheados de História. E de estórias.

FICHAS TÉCNICAS:

1HD

  • Bruno Cochat coreografia e direção artística
  • Filipe Raposo direção musical, música original e interpretação (piano)
  • Marta Carreiras cenografia
  • Henrique Andrade figurinos
  • Vitor José desenho de luz
  • Filipe Nabais/ Valise d’Images vídeo/ multimédia
  • Isabel Gonzaga dança barroca
  • Rita Pedro filosofia com crianças
  • André Pinto paisagem sonora
  • Alunos da Escola Secundária Artística António Arroio execução de crinolinas e golas
  • Artistas da Companhia Nacional de Bailado, Ruben Saints e alunos da Escola A Voz do Operário interpretação

Figurinos executados no atelier da CNB sob orientação da Mestra Paula Marinho.

‘A Perna Esquerda de Tchaikovski’

Peça para uma bailarina e um pianista

  • Tiago Rodrigues texto e direção
  • Barbora Hruskova bailarina
  • Mário Laginha música e piano
  • Cristina Piedade desenho de luz