É uma das maiores festas na praia da Europa e marca, há uma década, o início das noites de verão no que toca à música electrónica. A EDP Beach Party, regressa em grande, dias 29 e 30 de junho, na Praia do Aterro, em Matosinhos para mais uma edição que promete ficar na memória. Ambiente de festa e de diversão estão na base deste grande festival. Estivemos à conversa com Sílvia Braga da Rádio Nova Era, para nos contar um pouco sobre o festival.

Como é que surgiu a ideia deste festival?

A Rádio Nova Era está desde sempre intimamente ligada à música eletrónica. Ainda antes de organizar a EDP Beach Party, a Rádio Nova Era já realizava vários espetáculos, de grande dimensão e em clubs, sendo igualmente rádio oficial de vários eventos. Um dos quais um torneio Internacional de Voleibol que há alguns anos se realizou nas Praias de Vila Nova de Gaia. Os Djs da rádio foram convidados para tocar a seguir às competições e quase em jeito improvisado, a Nova Era juntou na after party mais de 20 mil pessoas. E foi aí que pensámos “talvez possamos fazer isto ainda melhor”.

O que o distingue EDP Nova Era Beach Party de todos os outros festivais?

A EDP Beach Party para além de ter um cartaz 100% eletrónico, tem vindo a trazer ao longos das suas 11 edições alguns dos melhores nomes do Djing em estreia em Portugal, como foi disso exemplo, Avicii, Swedish House Mafia, Alesso, entre tantos outros. Além do mais, tentamos sempre incluir diversos estilos dentro da eletrónica, para agradar a vários tipos de público. E claro, que tenho de mencionar o ambiente que se vive neste festival. É único e indescritível. Têm de vir todos para perceber o que refiro.

Quais as expectativas para esta edição? Que feedback têm recebido por parte do público?

Depois de uma 10ª edição que teve um êxito retumbante, as expectativas são muitas e penso que estamos preparados para as corresponder. Muitas pessoas que no ano passado não estiveram presentes, mas viram as transmissões do streaming este ano vão marcar presença. Temos recebido inúmeras mensagens nesse sentido.

A praia do Aterro, em Matosinhos, é um local habitual na celebração desta beach party. Porquê a escolha sobre esse local?

Em Matosinhos contamos com todas as infraestruturas para a logística do festival e claro de um cenário incrível. Matosinhos tem ótimos acessos, tanto de transportes públicos como de carro, para além de contar com um parque de estacionamento enorme, o que facilita o acesso para quem prefere levar viatura própria. Com a ajuda das autoridades do concelho, os acessos são sempre muito tranquilos, sem filas de trânsito. Algo que acontece em poucos locais. E contamos com o apoio essencial da Câmara de Matosinhos que desde sempre tem acreditado neste projeto.

Além da música, há mais atividades que podemos encontrar no recinto?

Temos uma ótima praça de alimentação, com imensa variedade, um local onde poderão também retemperar energias durante estas 24h de música eletrónica. Temos ainda a presença de vários parceiros que propõem algumas atividades paralelas a todos os festivaleiros, sempre com um cenário incrível, a praia.

O cartaz da Nova Era Beach Party apresenta grandes nomes da música eletrónica. Considera que é este o principal motivo de sucesso do festival?

É um dos grandes motivos, o nosso público sabe que todos os anos, pode ver e ouvir na EDP Beach Party um elenco de DJs ao nível de festivais gigantes como o UMF ou o Electric Love, por uma fração do preço.

Qual o balanço que faz deste festival desde a sua inauguração até agora?

Não podia ser melhor, nestes últimos três anos sentimos uma evolução tremenda, o que também nos traz mais responsabilidade, pois faz aumentar expectativas seja com o decor do palco, seja com o cartaz. Estamos muito contentes também com o reconhecimento internacional tanto da imprensa como dos artistas, pois todos os anos temos vários artistas que nos contactam para virem atuar à EDP Beach Party, o que mostra o nível que este festival tem, não só em Portugal mas o impacto que tem além fronteiras.

COMPRAR