No dia 15 de novembro, na Sala Literatura e Humanidades do Centro Cultural de Belém, o protagonista é o poder: o excesso ou falta dele e os seus efeitos. Motivo de luta e ambição, o poder não tem cheiro, não tem forma, nem tampouco o conseguimos ver materializado. No entanto, palpa-se, conquista-se e exerce-se. A conferência “A Cor do Poder”, assinada por Maria de Fátima Bonifácio, compromete-se a debater os efeitos do poder. Um debate imperdível com exemplos históricos capazes de demonstrar como este pode ser o foco principal de lutas com séculos.

COMPRAR