Coroados os novos reis na disciplina de Bodyboard, fortes concertos, dificuldades técnicas ultrapassadas que conduzira, a uma noite de Sábado esgotadíssima destacando as performances de Valete e Orelha Negra!

GROGnation são uma força imparável da natureza!

Um dos coletivos mais aclamados da nova geração hip hop entrou em palco com fúria e irreverência características. Apesar da interrupção do concerto devido a questões técnicas, os GROGnation voltaram ao palco para uma segunda ronda e com uma garra ainda maior! O público correspondeu com muitos aplausos ao amor e dedicação da banda!

A equipa perfeita regressa à Caparica com a máquina híper afinada!

A seleção A da música portuguesa, mais conhecida por Orelha Negra, João Gomes, Samuel Mira, Cruzfader, Fred Ferrerira e Francisco Rebelo trouxeram a característica mestria de conduzir uma vasta plateia sem dizerem uma única palavra. Uma musicalidade universal que atravessa barreiras linguísticas com uma função única e simples, transmitir boas vibes por todo o lado. A Caparica sentiu essa energia!

Valete de Espadas é trunfo vencedor e dá sequência máxima na mesa da Caparica!

Valete é um colosso! Valete é u trovador! Valete é diretor artístico, realizador agitador nato e estica o léxico português como ninguém. No Caparica Primavera Surf Fest mostrou o porquê de ser considerado à largos anos como o expoente máximo na arte de versar em cima de batidas. Valete teve o precioso auxílio da constante sincronização de imagens e vídeos para ilustrar as suas histórias e nem faltou uma grande e muito apreciada homenagem às raízes do hip hop em Portugal com referências às figuras emblemáticas desta cultura. Um excelente concerto.

Davide Pinheiro e Shaka Lion prometeram e cumpriram! Fecho de noite memorável!

As suadas noites do Copenhagen Club no Cais do Sodré foram recriadas na íntegra nu set pelos dois anfitriões deste clube noturno no Caparica Primavera Surf Fest. Uma entrada a “pés juntos” de Davide Pinheiro com “Humble” a ser recitado pelas centenas no público e logo transformado em pista de dança! A dupla não deixou mão a medir e não faltaram os hinos que tanto fazem os corpos balançar pelas discotecas do mundo! Uma festa à moda antiga!

Kevin e Isabela foram reis do Bodyboard Europeu, mas o dia pertenceu ao jovem Miguel Ferreira!

Kevin Orihuela e Isabela Sousa confirmaram o favoritismo e triunfaram na divisão open e feminina da primeira etapa do Circuito Europeu de Bodyboard (ETB), que terminou durante o Caparica Primavera Surf Fest, o maior festival de ondas e música da Europa (decorre até 31 de março nas praias do Dragão e Paraíso, na Costa da Caparica).

Hoje, espera-se um sábado grande e à antiga com festa rija para durar!

Orelha Negra, Valete, GROGnation e a dupla de DJs Davide Pinheiro e Shaka Lion irão fazer esta noite memorável!

Brasileira Isabela Sousa dominou final feminina do Europeu de Bodyboard na primeira grande vitória na “fase portuguesa” da sua vida!

Isabela Sousa deu o primeiro passo importante para a conquista daquele que seria o seu primeiro título do circuito europeu.

“Este campeonato é uma boa analogia da minha nova vida em Portugal. Estou a viver aqui há alguns meses, tenho um treinador português e abracei o projeto do Estoril Praia. Daí esta vitória ser ainda mais saborosa pois sinto que é a minha primeira vitória na minha nova casa. Tenho a honra de ter representado o Brasil nos meus títulos e agora também sinto que represento um pouco Portugal”, explicou com emoção Isabela Sousa.

A irreverência da juventude de Miguel Ferreira causa furor ao vencer a prova!

Mas se o canário Orihuela e a brasileira quatro vezes campeã do Mundo foram os vencedores mais ou menos esperados – sobretudo depois de, na véspera, Isabela ter batido a portuguesa Joana Schenker e a outra finalista, Teresa Padilla, ter afastado a nazarena Teresa Almeida -, a agradável surpresa veio do jovem português de carcavelos, Miguel Ferreira, de 18 anos, que não só venceu a competição projunior como ainda conquistou um sensacional segundo lugar na divisão Open, não tendo resistido, na final, a uma maior experiência competitiva de Orihuela.

“O resultado no projunior foi mais ou menos esperado, pois era a minha aposta, mas a final do open foi uma surpresa e fiquei muito feliz com este resultado. Agora espero manter o nível para o Nacional que arranca já a seguir”, afirmou Miguel Ferreira.

Um tremendo regresso!

Por seu turno, Kevin Orihuela, um veterano do circuito europeu e mundial, regressou em grande nível ao ETB vencendo a primeira etapa de 2018 de forma absolutamente clara, tratando a final com Miguel Ferreira como uma espécie de “pro forma” (venceu a final com 16.25 contra 11.00 do português num total possível de 20 pontos).

“Estive afastado alguns anos do circuito, mas este ano, graças ao apoio dos meus patrocinadores, consegui estar aqui e vou fazer mais etapas do circuito mundial e europeu. Esta vitória aqui em Portugal faz-me pensar que é possível sagrar-me campeão do circuito europeu e vou trabalhar para isso. Dou os meus parabéns à organização por este festival que está incrível!”, declarou Orihuela.

Nacional de Bodyboard arranca e candidatos não desarmam!

Ainda mal tinha caído o pano no Europeu e já arrancava o Nacional de Bodyboard da Federação Portuguesa de Surf.

Senhores do vento e suas manobras!

Decorreu ontem na Praia do Dragão Best Trick Award com as condições perfeitas para deleite dos aficionados das mais virtuosas manobras de Windsurf e kitesurf. Um espetáculo para quem assistiu.

Arrancou hoje a 1ª Etapa do Campeonato Nacional de Longboard.

O programa artístico volta na próxima Quinta-feira com Bateu Matou, Poli, Dead Combo e DJ Kitty. Bilhetes à venda!

COMPRAR