Com a chegada saudosa do calor assistimos também à chegada do período dos festivais de verão. Hoje em dia estão difundidos por todo o país e por todo o espectro da cultura musical. Era de esperar que chegassem ao universo infantil, onde as crianças decidem aquela que é para eles relevante. É assim que surge o MEO Kids Music Fest, que acontece no próximo dia 26 e 27 de maio nos Jardins do Casino Estoril. Um festival inteiramente a eles, os mais pequenos, e que promete ser a sua primeira experiência “festivaleira”. Conversámos com Carla Matadinho, da Yellow Star Company, para conhecermos melhor o primeiro festival de verão feito especialmente para os mais novos.

Este conceito é bastante original.
Sim, nós já tínhamos feito no passado alguns eventos para crianças e agora foi um bocado um rasgar com este passado e criar um conceito novo e único. Surgiu assim este novo projecto do MEO Kids Music Fest. Num país com grandes condições climatéricas e que quando começa o verão não faltam festivais, havia aqui uma faixa etária que estava de fora disso:  as nossas crianças. As primeiras a querer festa e a querer andar na rua para curtir – chamemos-lhe assim – os seus concertos e a sua música. Faz todo o sentido então um festival de música elas, para toda a família, desde os 0 anos.

A começar pelo palco, onde podemos contar com os artistas mais conhecidos da música infantil nacional.
Exactamente, nós teremos os artistas de topo neste festival, como a Xana Toc Toc, As Aulas da Sónia, o Avô Cantigas, os Fungaguinhos e outras caras conhecidas que andam pela televisão a cantar música para crianças. E não só, será bastante diversificado. Também teremos uma espécie de zona electrónica, uma discoteca onde estarão a tocar os hits da sua época e que eles estão habituadas a ouvir na rádio e no Youtube. Depois teremos outra zona onde vamos ter concertos de música clássica para bebés, para haver uma maior abrangência do conceito de saída familiar. E outras actividades como piscina de bolas, ioga e muito mais. É um complemento importante às variantes da música.

Isto promete ser, para muitas destas crianças, a primeira experiência festivaleira. Promete ser marcante.
Eu acho que é exactamente isso que nós queremos criar porque existe aquela curiosidade que as crianças têm. “O meu pai, o meu irmão ou o meu tio vai a um festival”. Aqui só falta é para o próximo ano arranjarmos um parque de campismo para eles também acamparem. (risos) Fala-se muito de festivais de música e eles vão ter o seu primeiro festival do seu percurso enquanto “festivaleiros”. Vão ser mesmo 2 dias muito intensos para quem nos visita.

Também temos uma vertente solidária, algo que não podíamos esquecer. É bom divertimo-nos todos em família mas também não nos podemos esquecer que há outras pessoas que poderão precisar de ajuda. Portanto, teremos uma área solidária onde poderão entregar bens que trazem de casa, como alimentos, produtos de higiene, material escola e roupa, escolhendo a instituição que querem ajudar, ao mesmo tempo que teremos também o Instituto Português do Sangue connosco. Claro que aqui só poderão ser os adultos dar sangue mas o adulto que vier em família e der sangue entra gratuitamente no festival. Um por família. E está a dar um bom exemplo aos seus filhos. Nós oferecemos com todo o gosto a sua entrada.

COMPRAR