Dois casais, aparentemente civilizados, encontram-se depois de um confronto físico entre os seus filhos, dois jovens de 11 anos. Nada faria prever o que acontece depois. Uma queda de máscaras, um estalar de verniz, uma saída do salto que põe a nu a natureza violenta das relações humanas. Do politicamente correto aos golpes baixos e frios, tudo se torna válido quando se trata de proteger os filhos. “O Deus da Carnificina” é uma comédia que coloca a descoberto a linha ténue que separa o bom e o mau, o riso e o choro, a força e a fragilidade humana. Um espetáculo para conhecer o lado selvagem das boas intenções a que não pode faltar! Diogo Infante encena esta peça, onde também é protagonista juntamente com Pedro Laginha, Patrícia Tavares e Rita Salema. Em cena no dia 14 de outubro, no Auditório Municipal Augusto Cabrita, no Barreiro e de 1 a 18 de novembro, no Teatro Sá da Bandeira, no Porto.

COMPRAR