O maravilhoso Concerto para piano e orquestra n.º 4 de Beethoven marca o início de um período de prodigiosa fertilidade na produção do compositor.

Ao ouvirmos neste concerto o pianista Denis Kozhukhin, considerado um dos pianistas russos mais importantes da sua geração, podemos imaginar o espanto sentido pelos primeiros ouvintes da obra com o seu curto, mas pungente segundo andamento, ou quando, contrariando todas as expectativas e convenções, logo no início, em vez da orquestra ouviram apenas o piano. O serão prossegue com a Sinfonia n.º 8 de Antonín Dvorák. Para ver e ouvir dia 14 de janeiro no Centro Cultural de Belém, com a Orquestra Sinfónica Portuguesa.

COMPRAR