O que é nacional é bom. O mote do Bons Sons poderia muito bem passar por este slogan publicitário – caso não tivesse sido já usado por uma marca alimentar –, não pelos sabores gastronómicos de Tomar, mas pela promoção dos artistas portugueses. O festival pretende ser uma plataforma de divulgação da música nacional, dando destaque não só a projetos emergentes, mas também a cantores já consagrados. Com um cartaz bastante diversificado em géneros musicais, Salvador Sobral, Slow J, Sara Tavares e Linda Martini são apenas alguns dos muitos nomes confirmados na edição de 2018 – a nona edição. Os mais de 45 artistas irão dividir-se pelos oito palcos espalhados pela aldeia de Cem Soldos, que será fechada e o seu perímetro irá delimitar o espaço do festival. A mística do Bons Sons passa pela proximidade conseguida entre os festivaleiros e os habitantes, que se tornam hospitaleiros de todos os que se deslocarem até Cem Soldos. As ruas, praças, largos e a igreja serão ocupados com palcos e outras infraestruturas que promovem atividades paralelas além de ouvir (boa) música portuguesa. O Bons Sons, que vai decorrer entre 9 a 12 de agosto, proporciona-lhe uma vivência ímpar de um evento musical.

CARTAZ
9 agosto
Salvador Sobral; Selma Uamusse
The Lemon Lovers; Slow J
10 agosto
Mazgani; Sara Tavares; 10 000 Russos; Mirror People
11 agosto
Sean Riley & the Slowriders
Cais Sodré Funk Connection
Zeca Medeiros; PAUS
12 agosto
Dead Combo; Lena d’ Água e Primeira Dama com a
Banda Xita; Peltzer; Linda Martini
E muito mais.

COMPRAR