The Legendary Tigerman está a preparar novos concertos e no dia 10 de Março sobe ao paco do Teatro Aveirense para apresentar MISFIT, o sexto álbum de originais do músico português.

Trata-se do primeiro álbum na carreira do músico a abandonar o formato one man band e a contar com a participação de raiz de Paulo Segadães (bateria) e João Cabrita (saxofone barítono) e ao vivo também com Pisco (Baixo). MISFIT tem como premissa inicial a história de um homem que se dirigia de Los Angeles a Death Valley, com o intuito de se perder (ou encontrar) no deserto e transformar-se em nada (viagem que deu origem a FADE INTO NOTHING, ou, na versão em cine-concerto, HOW TO BECOME NOTHING).

O sucessor de “True” foi gravado no fim de 2016, no mítico estúdio Rancho de La Luna, no deserto californiano de Joshua Tree, onde já gravaram Queens of The Stone Age, Arctic Monkeys, Iggy Pop ou Foo Fighters. O estúdio é propriedade de David Catching, guitarrista dos Eagles of Death Metal. Johnny Hostile, que trabalha regularmente com as Savages, foi co-produtor do álbum e teve a seu cargo as misturas, enquanto a masterização ficou por conta de John Davis (Nick Cave, Royal Blood, Led Zeppelin).

COMPRAR